Efeito Doppler

COCEIRINHA: Aquela pulga atrás da orelha… | Você vivenciou alguma situação em que estava parado esperando o ônibus, por exemplo, e um ouriço azul de tênis passou correndo em uma velocidade diferente de tudo já visto antes?

Por acaso o som ouvido durante a passagem dele lembrou um carro de fórmula 1, sendo mais forte quando ele se aproximava, do que quando se afastava? Ou sabe quando você usa o canhão acoplado em seu punho para disparar um tiro de plasma, produzindo um som semelhante a um “tiiiuuu”, que da mesma forma, ao se afastar, tem o som diferente de quando o atirou? Não? E quando você costuma usar seu sabre de luz em treinamento e ao movimentá-lo ouve um efeito bem parecido com o som do ouriço, parecendo dizer “João”? Não, mais uma vez?

Bom, nós também não… Afinal essas situações parecem mais comuns em universos nos quais existem personagens como Sonic, Megaman e a franquia Star Wars. Mas você provavelmente já ouviu esse efeito sonoro provindo de algum carro em trânsito ou uma ambulância, por exemplo. Nesse último caso, nitidamente o som da sirene denunciou o momento em que ela se aproximava (nos fazendo arriscar até a distância) e quando começava a se afastar. Você sabe o porquê disso? Esses efeitos sonoros correspondem ao EFEITO DOPPLER.

O nome “efeito Doppler” é uma referência ao físico austríaco Christian Johann Doppler, que estudou e descreveu o fenômeno. O cientista redigiu um artigo no qual afirma que a frequência do som percebida por um observador depende do movimento relativo entre a fonte emissora do som e o observador.
Quando a fonte sonora aproxima-se do observador, escutamos o som mais agudo, porém, quando essa fonte se afasta, o barulho é percebido mais grave. O efeito Doppler não ocorre somente com o som – que é uma onda mecânica, é possível observá-lo em qualquer tipo de onda, como a luz – que é uma onda eletromagnética.

Agora que você já sabe o que é o “efeito Doppler”, conta pra gente nos comentários: em quais situações você já identificou esse fenômeno?
.
.
.
.
#prismapf#prismaespacogeek#educacao#cultura#tecnologia#fiquemcasa


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *